sexta-feira, 5 de junho de 2009

Processamento auditivo central


Processamento auditivo central é uma série de processos que ocorrem dentro do sistema auditivo após a entrada do som. É responsável pela localização e lateralização sonora, discriminação de padrões auditivos, memória auditiva, discriminação e compreensão da mensagem sonora mesmo com simultaneidade de sons competitivos ou ruídos. É a inabilidade em fazer uso total do sinal sonoro.


O fonoaudiólogo é o profissional que faz a avaliação e reabilitação do paciente com sintomas em decorrência de alterações do processamento auditivo central.


Possíveis etiologias da alteração no processamento auditivo central:


Repetidas otites médias durante a primeira infância, momento em que a criança esta adquirindo a linguagem;
Fatores hereditários;
Problemas no SNC: no córtex ou no tronco cerebral, o primeiro causa efeito direto na função auditiva e o segundo interfere na transmissão do som;
Crises contínuas de febre alta;
Distúrbios específicos no desenvolvimento da função auditiva;
Privação de som durante a primeira infância.


Manifestações das alterações do processamento auditivo central:


Dificuldade de memorização das mensagens ouvidas;
Sintaxe simplificada e erros de concordância;
Demora para responder às perguntas;
Muitas vezes pede repetição do que foi dito;
Dificuldade em entender a fala na presença de ruído;
Dificuldade para ouvir em grupo;
Tempo de atenção reduzido;
Se distrai facilmente;
Dificuldade em seguir ordens;
Parece ouvir mas não entende;
Dificuldade para lembrar o que foi dito;
Dificuldade na discriminação e fala dos fonemas / L / e /R /;
Dificuldade de entender palavras com duplo sentido;
Inversões de letras;
Dificuldade em compreender o que lê;
Hiperatividade;
Agitação;
Muito quietos ou isolados ;
Muitos apresentam aversão à escrita ;
Apresentam alterações na leitura, gramática e ortografia.
A audição geralmente está próxima do limiar superior de normalidade ( 15-20 dBNA ) ou com pequena perda auditiva de (25 – 30 dBNA) em freqüências isoladas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário