Postagem em destaque

Linguagem: quando é preciso consultar um fonoaudiólogo?

Especialistas explicam quais sinais indicam atrasos na fala A maior parte das crianças começa a falar por volta dos 12 meses....

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Criança que chupa o dedo: tem como acabar com esse hábito?


As crianças pequenas podem chupar o dedo como forma de se consolar ou de se acalmar. Seu filho treinou muito este hábito quando ainda era um bebezinho na sua barriga, e teve a chance de aperfeiçoá-lo depois de nascer.
Agora pode ser que ele chupe o dedo quando está cansado, ansioso, entediado, doentinho ou tentando se ajustar a um novo desafio na vida, como o início da escolinha, por exemplo.
Ele também pode chupar o dedo na hora de deitar ou para pegar de novo no sono quando acorda no meio da noite.
Tem o que fazer para ele parar de chupar o dedo?
É importante lembrar que existem maneiras diferentes de chupar o dedo e que nem todas são igualmente nocivas.

De acordo com os especialistas, o que deforma o arcada dentária e torna necessário o uso de aparelho mais adiante é a intensidade da sucção e o tipo de movimento que a criança faz com a língua.

As crianças que descansam o dedão passivamente na boca têm menos chance de desenvolver problemas dentários do que as que sugam o dedo com força.
Tente observar a "técnica" do seu filho. Se ele chupa o dedo vigorosamente, é bom tentar ajudá-lo a largar o hábito o quanto antes.

Se você notar qualquer diferença na boca ou nos dentes do seu filho, ou se você não tem certeza se chupar o dedo está gerando problemas, é melhor consultar um dentista pediátrico, algo que deve ser feito de qualquer jeito para a avaliação geral dos dentes.

Se o dedão da criança fica vermelho ou a pele fica rachada de tanto sugar, aplique um hidratante à noite, enquanto ele dorme (se você aplicar durante o dia, ele vai chupar e retirar o creme).

A maioria das crianças deixa de chupar o dedo sozinhas, entre 2 e 4 anos. Algumas continuam por mais tempo, mas normalmente a pressão dos coleguinhas na escola acaba sendo um bom incentivo para largar o hábito.

Não adianta muito reclamar ou punir, porque chupar o dedo é uma coisa que seu filho normalmente faz sem perceber. Pressioná-lo para parar costuma intensificar mais ainda a vontade. Outros métodos, como cobrir o dedo com esparadrapo, podem ser vistos como punição injusta, já que seu filho chupa o dedo para se acalmar e se sentir seguro.

As crianças costumam parar de chupar o dedo quando descobrem outras forma de se consolar e de se acalmar, dizem os especialistas. Por exemplo, um criança de 2 anos pode chupar o dedo quando sente fome, mas uma criança mais velha (de 3 ou 4 anos) vai simplesmente procurar ou pedir comida.

Se você consegue antecipar os momentos e ocasiões em que seu filho tem mais probabilidade de chupar o dedo -- assistindo TV, por exemplo --, você pode tentar distrai-lo com alguma coisa que mantenha suas mãos ocupadas, como uma bolinha de borracha ou fantoches para ele brincar.

Se ele costuma chupar o dedo quando está cansado, tente não demorar para colocá-lo para dormir aos primeiros sinais de cansaço. E se ele leva o dedão à boca quando se frustra, ajude-o a achar palavras para expressar seus sentimentos.

O segredo é perceber quando e onde o hábito acontece e tentar redirecionar a atenção do seu filho oferecendo outra alternativa.


Fonte: BabyCenter Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário